Father and Daughter

Loading...

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Salomé


Esta semana acabei de ler Salomé do Oscar Wilde. Mais próxima de mim do que a Salomé Bíblica...


(...) Por que não me olhas, Iokanaan? Teus olhos, que eram terríveis, tão cheios de ódio e escárnio, estão fechados agora. Por que estão fechados? Abre-os! Ergue as pálpebras, Iokanaan! Por que não me olhas? Estás com medo de mim, Iokanaan, e por isso não me olhas? E a tua língua, que era como uma serpente vermelha expelindo veneno, não se move mais, nada diz agora, Iokanaan, aquela víbora vermelha que cuspilhava veneno contra mim? É estranho, não? Como é que a víbora vermelha já não se move?... Consideraste-me ninguém, Iokanaan. Desprezaste-me. Pronunciaste ignóbeis palavras contra mim. Trataste-me como uma meretriz, uma dissoluta, a mim, Salomé, filha de Herodíade, princesa da Judéia! Bem, Iokanaan, eu estou viva; mas tu estás morto e tua cabeça me pertence (...)


Não é a toa que meu mestrado fala de histeria...

Um comentário:

sauvage27 disse...

Buone Feste...
dolce sogno mio...
ti soffio un bacio...
sempre tu nel cuore mio...